Our Blog

Recebi uma mensagem da Cátia, a doula (mais conhecida como um anjo na terra), à 1h da manhã: “4cm, pode vir!”  A Ju estava em trabalho de parto e depois das primeiras horas e contrações em casa, seguiam para a maternidade.  Vesti um sorriso que não me saía do rosto, chequei os equipamentos e fui, sem saber o que me esperava. Saber sabia, era ela, Luiza. A quem todos esperávamos. Só não sabíamos se seria rápido, se tudo daria certo, se ela chegaria bem. Essas dúvidas que nos acompanham vida afora. Mas havia mais espaço pra euforia, do que pra elas. E lá fui eu, com a minha. Esbarrei com uma lua amarelada e linda no caminho, assim como quem diz: “oi, não é uma noite qualquer”.

A Ju sempre foi muito persistente. Nos conhecemos muito bem. Sempre que ela bota uma ideia na cabeça, ela vai até o fim – e faz super bem feito. Não foi diferente no parto da Lu. A Ju decidiu ser mãe. Decidiu que, desde o começo, faria tudo que estivesse ao seu alcance para a sua filha. E quis dar pra ela o parto mais natural possível.

E como sempre, com toda sua persistência amorosa, ela foi até o fim. Sim, doeu. Sim, doeu tanto que de alguns momentos, ela nem se lembra. Mas era pra isso, pra que ela lembrasse de tudo depois, assistindo ao slide de fotos do sofá confortável da sua sala, com a sua florzinha no colo, que eu estava ali. Era pra isso, pra que eles lembrassem, se orgulhassem, se alegrassem, se emocionassem. E pra que um dia a Luiza também soubesse, que chegou ao mundo com a coragem de um leão – ainda que do tamanho de uma formiguinha. E então, exerci meu papel. Assisti uma das pessoas mais importantes da minha vida trazer uma vida perfeita ao mundo. Tudo ficou pequeno naquele momento. Só importava a Luiza. A Ju. O Junior. Só importava o nascimento daquela família. Ali, na pequena sala escura.

“Morreu a dor.

Nasceu o grito.

Morreu a lágrima.

Nasceu o sorriso.

Morreu o tempo.

Nasceu a pausa.”

Lu, você fez tudo parar.

Assisti através da minha lente (e alma, porque uma nunca deve se separar da outra) à cena mais linda desse mundo: o reencontro de um amor que já era incondicional, antes mesmo de se conhecer… Era amor ao primeiro batimento, ao primeiro teste de gravidez positivo. E o  tempo todo eu sabia: não era só dor que ela sentia, era amor também. O parto da Luiza, era a primeira prova de amor da Ju pra ela. Primeira de muitas.

Entendi, finalmente, o significado de “dar à luz”: permitir que toda a força natural da vida, se transforme em dádiva.  Não, não teve anestesia. Não, nenhuma. Teve música, companheirismo, dor, alívio, abraço, grito, força. E uma felicidade que não cabia no peito. Teve tudo que existe numa vida normal, no breve espaço entre o amor de dentro e o de fora. O que estava guardado e o que brotou.

Fotografar essa chegada, a mais incrível de todas, foi bênção pra mim. Simplesmente incomparável,e maravilhosamente perfeito.  À minha amiga, minha irmã de alma, toda a minha admiração. E também ao Junior, meu querido, pai presente desde sempre. À pequena Luiza, todo o meu amor. Gratidão à essa família que já vive faz tempo no meu coração – e nos meus clicks. Que presente registrar mais esse momento na vida de vocês,  o mais doce encontro!   Seja bem-vinda, Lulu!

 

DSC_0350 DSC_0344 DSC_0355 DSC_0408-2 DSC_0418 DSC_0431 DSC_0439-2 DSC_0442-2 DSC_0452 DSC_0458 DSC_0462-2 DSC_0472 DSC_0486 DSC_0491 DSC_0499 DSC_0504 DSC_0505 DSC_0532 DSC_0533 DSC_0535 DSC_0544 DSC_0549 DSC_0553 DSC_0555 DSC_0559-2 DSC_0562 DSC_0566 DSC_0570-2 DSC_0579 DSC_0580-2 DSC_0589 DSC_0592-2 DSC_0600 DSC_0601 DSC_0603 DSC_0606 DSC_0607 DSC_0628 DSC_0631-2 DSC_0643 DSC_0645 DSC_0651 DSC_0660 DSC_0663 DSC_0669 DSC_0685 DSC_0686 DSC_0689 DSC_0697 DSC_0703 DSC_0707 DSC_0710

 

“Vieste na hora exata

Com ares de festa e luas de prata
Vieste com encantos, vieste
Com beijos silvestres colhidos pra mim

Vieste com a natureza
Com as mãos camponesas plantadas em mim
Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens pra dentro de mim
Meu amor

Vieste a hora e a tempo
Soltando meus barcos e velas ao vento
Vieste me dando alento
Me olhando por dentro, velando por mim

Vieste de olhos fechados, num dia marcado
Sagrado pra mim
Vieste com a cara e a coragem
Com malas, viagens pra dentro de mim
Meu amor”

Comments ( 17 )

  • Elisa says:

    Como ler esse texto e não se emocionar? Ver a sensibilidade dessa fotógrafa a cada segundo em um momento precioso como esse. Parabéns Juliana e Junior por essa nova família que se inicia e Parabéns pra ti também Ana Mel que soube com muita sensibilidade e doçura fotografar e registrar esse belo momento.

  • Priscilla says:

    Que lindo!!!
    Ana querida, que oportunidade fantástica registrar esse momento emocionante! Parabéns pelo trabalho de excelência e a sutileza com que você o realiza!!! Ver as fotos foi de tocar a alma, lembrei do parto da Malu…
    Te amo amiga

  • Juliana Avlik says:

    Eu me sinto abençoada! Me sinto abençoada por ter você na minha vida e por ter uma parte de mim explícita de uma forma tão linda e sensível como você registrou. Já te falei e repito: sempre me faltarão palavras para expressar o tão maravilhoso que foi receber esse presente vindo de você. Já ganhei vários presentes ao longo da vida, presentes que me fizeram feliz de uma forma muito especial, mas esse presente que você me deu, marcará a minha existência por toda a vida, será um elo que ninguém nem nada poderá apagar pois foi construído pelo amor, o amor Daquele que um dia fez com que nos tornássemos amigas-irmãs e que compartilhássemos a vida, a alma! Te amo, amiga! E vou me emocionar todas e todas as vezes que lembrar desse momento registrado através da sensibilidade e do amor das suas lentes! Você não fotografa apenas com o olhar, mas fotografa com a alma. Obrigada por tudo! Te amo, te amo!

  • Juliana Veras says:

    Ah o amoooor… E que Amor! Uma vida, uma nova história, uma esperança, um presente, uma força, muita coragem. Sensibilidade que transborda, clicks da alma, uma família preciosa! Parabéns Ju, mulheres como você que Deus sonhou pra fazer a diferença! Que a Lu cresça num berço de bênçãos, pois ela já é luz! E Anamel, minha amiga, é isso que eu chamo de doçura e ao mesmo tempo missão e luta! Muito feliz por todos vocês! Obrigada por tanta inspiração!

  • Renata Lemos says:

    Das suas primeiras palavras escritas até o final, Ana eu chorei. Que sentimento lindo travestido de texto.
    Quero muito conhecer a Luiza e abraçar a Jú que tenho muito carinho.
    E vida a Luiza.
    <3

  • Bruna Lebre says:

    Emoção é o que define esse trabalho! As fotos do pai foram as que mais me emocionaram, quando ele vê a filha, a emoção trasbordando de seu coração, quando ele abraça a Doula o sentimento de gratidão estampado em seu rosto e sua felicidade explícita ao telefone provavelmente contando que tudo foi maravilhoso. A mãe mais que radiante, que mãe linda! Até na hora do parto que dizem que a mulher fica muito feia por causa de toda a situação de dor, suor e esforço ela permaneceu linda em todos os momentos.
    Parabéns a você, a Doula e principalmente a toda a família mais que abençoada!!

  • Renata says:

    Nossa! É pouco dizer que está lindo! Tem como não se emocionar? Me emocionei o carinho da “amiga fotógrafa”- que foi muito feliz com seus delicados e profundos relatos- bem como, com a beleza da fotografia as quais espressaram tudo!!! Dá para perceber todos os sentimentos…resumidos nessas imagens! Parabéns Ana Mel Castro!!

  • Tânia says:

    Que lindo texto!!!
    Eu estou encantada e mais ainda com as lindas fotos!!!
    Tanta sensibilidade que a emoção transparece!!!
    Seja bem vinda Luiza!!!
    Tia Tânia

  • Tânia says:

    Querida Ana Mel parabéns por tanta sensibilidade!!!
    Eu ameiiiiiiiiii!!!
    Tânia

  • Fabiana says:

    Simplesmente emocionante !! Inexplicável como as fotos conseguiram passar cada emoção sentida pela família! Parabéns Ana pelo trabalho lindo! Parabéns a Jú pela força e pela coragem! Viva a Luiza!!! Alegria e mais alegria!!! Bjao

  • Cristina Lebre says:

    Quase sem palavras, sem nem respiração diante deste ensaio fotográfico impressionante, que nos deu uma ideia exata do que aconteceu ali, a vida chegando a este mundo da forma mais natural possível em nossos dias. Parabéns, Anamel, suas fotos falam, são poesias, são quadros, são muito mais do que fotos, são arte. Deus a abençoe nesta carreira linda, siga em frente, você é dona de muito, muito talento e, principalmente, sensibilidade. Torcendo por você, bjs de poesia!

  • Flavia Abranches says:

    Muita emoção!!! Parabéns, queridos!! Só alegria com a Luiza! By the way, amei as fotos da Ana Mel! Que sonho…

  • Camilla Baeta says:

    Ana, lindo texto, lindas fotos… Mto emocionante!!! Parabéns pra Ju! Parabéns pelo seu trabalho! Bjs!!!

  • Helena says:

    Amiga, criei coragem pra ler suas palavras e me emocionar. Tenho um turbilhão de sentimento escorrendo pelos olhos, os mais fortes sendo amor e gratidão; à Ju por ter te dado essa experiência incrível, e à você por ter compartilhado com a gente. Já me sinto íntima da Lu e não vejo a hora de ver mais clicks dela por aqui.

  • Vivian Pereira says:

    Parabéns! Que Deus abençoe essa linda familia. Bjsss

  • Ana Cristina Cabral says:

    Parabéns!!! Trabalho lindo, conseguir eternizar um momento tão importante e emocionante como este, poder transmitir tanta emoção, o nascimento da linda Luíza, parabéns aos pais Júnior e Juliana que Deus derrame bênçãos infinitas na vida de vocês, família linda e amada!!! Felicidades!!!

  • cheap engagement dresses says:

    This particular blog is obviously cool as well as amusing. I have chosen a bunch of helpful things out of this blog. I’d love to visit it again soon. Thanks a lot!

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *