Our Blog

Esse post é super especial.  A dona Darcy é avó de uma amiga-mais-que-querida, uma irmã que a alma escolheu: A Julia. Por conta dessa amizade-presente,  já os fotografei todos juntos, e fizemos alguns ensaios apenas com as crianças também. Logo eles aparecerão aqui.

Mas hoje, nesse pós-carnaval, escolho essa festa em forma de fotografias (ou fotografias em forma de festa), pra somar amor por aqui. Dona Darcy, uma das pessoas mais festeiras que conheço, mostra que sabe celebrar. E mais que isso: que vale a pena celebrar.

Acredito que celebração, pra ela, se tivesse seu próprio caderno de receitas, teria um passo-a-passo mais ou menos assim: pegue um punhado de gente querida, adicione música, boa comida, e três doses de bom humor. Bote uma pitada de sorrisos espontâneos. Abraços apertados a gosto. Misture tudo num local charmoso e florido, e aproveite. O segredo: mergulhar o coração inteiro, no aqui-agora, e S-A-B-O-R-E-A-R.

Essa celebração, 25 anos ao lado do seu companheiro de vida, arrancou suspiros de quem teve a sorte de participar. Lógico que não escapei. Eu estava ali, registrando os olhares apaixonados dele pra ela. É incrível, aos 90, Demósthenes não disfarçava: no mais silencioso encontro entre os dois, havia amor. Graça, carinho. Sempre de mãos dadas. Conto nos dedos as fotos posadas que fiz dos dois naquela noite. O amor deles não pedia pose. Não pedia nenhuma direção minha. Eles me direcionavam, da forma mais simples que o amor faz: apenas se olhavam. Se tocavam. Se emocionavam. Me emocionavam.Assim, fica fácil. Fica cheio de vida. Assim, é o meu coração que não aguenta.

Mesmo cercados de pessoas amadas, sabiam se encontrar num silêncio só deles. Talvez, seja esse o segredo. A receita. Ou quem sabe, a receita seja a não-receita. Apenas viver. Sem pose. Com alma.

Ela é mãe de dois, avó de três, bisavó de outros três. Sabe aproveitar a vida, e ensina isso aos filhos, netos, bisnetos. E a quem mais estiver em volta. Não economiza sorrisos, não deixa a vida pra mais tarde. Faz festa mesmo. E a festa dela, é de dentro pra fora.

Saí das bodas de Darcy e Demosthenes cheia de amor, cantarolando “eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar…” e pensando no quanto a gente complica o que é simples. Entrei preocupada em não perder um só momento, e saí despreocupada em ganhar coisa alguma. Aquele era o meu maior ganho. “Perder-se também é caminho”.

“…e cada verso meu, será, pra te dizer que eu sei que vou te amar, por toda a minha vida”

ANA_5753 ANA_5944 ANA_5938 ANA_5916 ANA_6375 ANA_5935 ANA_5822 ANA_5767-2 ANA_5770 DSC_0037 ANA_6424 ANA_5864 ANA_5928 ANA_6259 ANA_6015 ANA_6034 ANA_5990 ANA_5999 ANA_6110 ANA_6117 ANA_6116 ANA_6099 ANA_6096 ANA_6126 ANA_6037 ANA_6029 ANA_6045 ANA_6343 ANA_6346-2 ANA_6187 ANA_6301 ANA_6319 ANA_6355 ANA_6232 ANA_6392 DSC_0187


Local: Gracioso (não há nome mais perfeito para descrevê-lo) <3

Filmagem: REC gravações 

















 

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *